23.2.06

Karma



Pois é, eu andava com sorte a mais... O trabalho corre bem, ele anda bem disposto e desconhecidos propõem-me negócios milionários sem mais esforço da minha parte que uma assinatura, o número da minha conta bancária e uma "reduzida" verba para arranque das operações. Não bastando isso, o Sol tem-se deixado ver por entre as nuvens por breves mas frequentes instantes.

Eu devia ter suspeitado... Apenas há um karma que mereça tanto, mas a Madre Teresa morreu já eu era vivo. Pelo menos não é de prever que outra alminha incarnada mereça tamanha fortuna. Vai daí, ia eu ontem de bicicleta para casa e, sem razão aparente, num instante igual a qualquer outro sinto o pé direito cair no vazio. É engraçado como o tempo fica lento quando se cai, embora em simultâneo tudo seja muito de repente. Acordado por adrenalina, forcei o meu pé a sondar, desesperado, a existência de pedal, mas este há muito que tinha fugido. Concentrado nisso, apenas a meio da queda me apercebi da sua inevitabilidade. O meu cérebro dividiu-se entre o "porquê?" (é nisto que nos apercebemos da potência da máquina pensadora - mesmo nos momentos mais críticos encontra tempo para considerar questões comparativamente irrelevantes) e o preparar do embate.

O tempo acelerou: cerrei os dente e "pumbas". Foi a mão direita a suportar a maior tensão do choque, seguido pelo joelho que voltou a perder um bocado de pele, mas já está habituado a isso. A mão esquerda também ajudou, mas pouco, e as luvas então, foram providenciais. Já no chão, a fazer relatório dos estragos, ouço atrás de mim um grupo de turistas franceses com risos fracassadamente abafados. Acenei-lhes, que nisso de rir de mim é difícil se também me rio com eles, e ao menos diverti alguém. Combalido, montei de novo na bicicleta e segui caminho, não sem passar pelo mesmo grupinho e provocar nova dose de boa disposição.

Pensei eu que a história ficava por aqui. Mas não... Umas horas depois, o braço direito doía cada vez mais, e estava inchado e com algo saliente. Razões suficientes para estrear os hospitais holandeses. Fui transportado por um taxista que orgulhoso me contou ter ganho uma competição de skate com um braço partido, enquanto me desejava múltiplas fracturas, para eu coleccionar tipo troféus de guerra. Lá lhe expliquei que não acharia piada nenhuma andar com gesso e ter de fazer tudo com a mão esquerda. Ele riu-se, na onda do que não tem remédio, remediado está.

Felizmente, as urgências holandesas são uma maravilha. Pelo menos à uma da manhã. Fui atendido por um enfermeiro que só faltou dar beijinho no dói-dói, e o médico era lindo de partir o outro braço só para voltar lá. Viu-me o braço e não soube explicar o porquê de um músculo (seria músculo?) estar saliente, mas foi da opinião que não havia nada partido. Quanto muito este osso aqui, disse ele, mas uma fractura nesse não é visível no raio-x. Mandou-me andar com o braço ao peito e se passados três dias as dores e o inchaço não diminuissem voltar ao hospital. Cinco minutos e umas ligaduras depois, fiquei como novo. Ou quase...

Alguém faz ideia do que custou escrever isto só com uma mão?

13 comentários:

dcg disse...

Imagino!
A foto é horrível! Arggghhh

Tia Loira disse...

O "ele anda bem disposto" é o trabalho ou um dos factores de calculo da função desenvolvido num post anterior?
Desculpe a curiosidade... sorry
Tia

Anónimo disse...

Para os dextros, estar sem a mão direita é terrível! Há tanta coisa que custa mais a fazer.

Mas a radiografia, Senhores ... esta tendência para o drama da malta queer ...

Quanto à madre Teresa, simpatizo muito com ela, mas mais ainda com o Pobrezinho de Assis.

Quanto ao karma ... on en reparlera.

Zé Ribeiro.

Manuel disse...

Acontece aos melhores, /me! Lamento a tua queda e desejo-te rápida recuperaçäo. E nada de partir o outro braço para voltar ao hospital... :)

Miguel disse...

Pumbas???
O pá, lamento, a sério...mas a contares a historia assim, senti-me francês!

;-)
Boas melhoras!

LusoBoy disse...

Realmente deve ser complicado escrever apenas com uma mão. Mas sempre tiveste alguma sorte com o teu enfermeiro :p. No hospital onde eu tenho aulas a maioria dos funcionários não têm nada que se aproveite lol. Uma vez caí de bicicleta porque não sabia que não conseguia andar apenas com uma mão lolol. Enfim, eu detesto andar de bicileta :P.

Anónimo disse...

Ia eu lendo e preparando-me para te preguntar precisamente como havias escrito isto só com a mão esquerda, quando me deparo com a tua última frase... Mala hostia!
Bueno, há tempos li um conto do Single White Male em que dois rapazinhos se conhecem precisamente num acidente de automóvel. Um atropela o outro e trás!, acto seguido vivem em comunhão de lençóis!
Podia ser que o tal médico lindinho dos beijinhos estivesse daqui a uns dias a preparar-te o pequeno-almoço em tua casa!... ;)

Põe-te bom depressa! A mão direita dá jeito para muitas coisas...! :D

Enoch's a pervert...

/me disse...

dcg, mas não é minha!

Tia, estás à vontade. O ele escrito a bold refere-se ao meu ex. Ele anda mais feliz porque, conjecturo eu, se está a apaixonar de novo.

ZR, se tivesse as duas mãos disponíveis, escrevia um post sobre o karma. :)
Quanto à foto, não é ser drama queen, é não ter encontrado fotos de pessoas com o braço ao peito no google. Excepção feita a uma miúda e ao ex-presidente da câmara de Lisboa João Soares. Mil vezes passar por drama queen...

Manuel, e só magoar um bocadito? Ele era meeeesmo giro!

Miguel, estás à vontade para também te rires. ;) Junto-me logo a ti. E sim, "pumbas". Haverá palavra melhor para descrever um tal impacto?

Luso, eu já aprendi a andar sem mãos!!! o pior é que às vezes, mesmo com as duas, acontece o pior...

Enoch, acho que o meu karma já está no crédito. É melhor eu não abusar da sorte! ;)

Mr Fights disse...

és mau! és mau! és mau!

por acaso fazes ideia dos danos psicológicos que me causaste com aquela foto?????????????????????

acho k para me conseguires compensar pelo karma tens de me apresentar o médico que te tratou! :p

as melhoras. ;)

Mr Fights disse...

obviamente queria dizer trauma e não karma...

Nobody's Bitcho disse...

Não tarda, ja tas fino, pronto pra outra =P

Melhoras, gajo!! ^^

lost_girl disse...

:S :S :S bom, que mais dizer senão... pelo menos vencemos o campeão europeu! Boa...? :S
Mensagem de comiseração a caminho, jeitoso.

olga disse...

Pensa que podia ter sido bem pior: podias ter fracturado o braço, na queda podias ter batido com a cabeça, ficar inconsciente ou... etc. És portugguês, sabes bem q há sempre casos piores!! :)
As melhoras.
Qto ao médico... Tb me podes apresentá-lo q ando a precisar de ver coisas novas e giras!! :)