3.5.06

Lingering-free zone

Mais por instinto que por razão, decidi interromper o Minudências e lugares comuns por tempo indefinido. Não sei bem porquê. Talvez por ver outros blogs fechar. Por precisar de me dedicar mais a outras coisas, e a mim mesmo. Porque estou noutra fase da minha vida. Porque passar tempo em excesso na internet é pecado (piadinha! Mas, claro, tudo o que é excesso faz mal). Porque preciso de uma pausa. Porque criei uma dinâmica que agora não consigo acompanhar. Porque este espaço me deu o que queria. Não sei... Na realidade, pouco importa. Um blog deve servir o seu dono (good boy!), não o contrário. Asi es.

Tenho então a oportunidade de fazer um balanço (yay!).

Tudo começou em Dezembro, num doloroso novo início:

"Este blog é o meu espaço, é onde me reencontro com quem sou. Pode durar um dia ou um ano. Vejo um blog algo como um estado de espírito. Demasiado volátil para que perdure. A ver vamos. Bem vindos ao meu blog."

Tinha acabado a minha primeira - e última - relação, e ao período mais conturbado da minha vida seguia-se um vazio difícil de gerir. Fui invadido pela desilusão. Mas essa em mim é circunstancial, enquanto o optimismo é estrutural.

Animei-me um pouco algum tempo depois, a julgar pelo relato erótico. A este seguiu-se a essência de um beijo.

Esta imagem deu azo a comentários muito desagradáveis, que tive de apagar. Foi então que tive de instituir - e usar - a censura prévia no blog. Que nem um Salazar.

Em Janeiro, escrevi um texto em espanhol que marcou um ponto de viragem no blog. Continuou a ser intimista, mas também passou a incluir um bocado de política e actualidade, embora esses sejam temas dos quais me tentei afastar. Pouco depois, o primeiro texto sobre o Amor:

"é lotaria para a qual sempre comprarei o bilhete"

Acabou por ser esse o tema mais em foco neste espaço: o Amor. Pelo menos foi aquele sobre o qual mais gostei de reflectir, e que deu azo a mais comentários.

A polémica sobre o casamento homossexual também passou por aqui. Mas para mim, enquanto católico praticante, mais importante que isso, é a questão moral. A homossexualidade é pecado?

Dois desafios foram lançados, num registo diferente do resto do blog, e rapidamente cheguei ao texto número 100.

Uma outra reflexão sobre o Amor deu origem a 20 comentários. Vinha a propósito da encíclica papal sobre o mesmo tema, que me fez perguntar-me se o Papa também leria o meu blog, que na altura parecia estar na moda. A qualidade dos comentários no Minudências - objectivamente superior à dos textos que os originavam - fez-me dar mais atenção aos comentadores, e passei a escrever um pouco em função dos mesmos.

Caí da bicicleta (ouch!). Só agora é que me considero recuperado a 100%. Mas entretanto ainda deu para reflectir sobre a origem dos preconceitos, repensar a minha relação com o ex, e perguntar:

Vale a pena entrar numa relação que se adivinha finita à partida? É melhor aproveitar a felicidade que a vida nos traz no momento ou compensa esperar por alguém que nos encha as medidas?

São as expectativas demasiado altas que nos privam ou as expectativas demasiado baixas que minam aquilo que realmente queremos e nos fazem aceitar algo bonzinho?


Respondi aqui, ao que fui acompanhado por 30 comentários. O que este povo gosta mesmo é de Amor. Mostrei ao meu melhor amigo este blog, e correu tudo bem. A partir desse momento, o blog entrou em velocidade cruzeiro, com texto após texto.

Em jeito de conclusão: orgulho-me de ter construído um espaço de partilha, que penso que soube gerir de modo a dar azo a participações inteligentes. Nisso, obviamente, o mérito é de quem comentou este espaço. Aprendi muito, e fiz amigos. Continuarei a ler e comentar blogs e talvez um dia volte aqui. Amanhã, daqui a uma semana ou um mês, ou nunca. Agora, precisava mesmo desta interrupção. Um abraço a todos!

25 comentários:

Manuel disse...

Amigo /me,
O Minudências tornou-se, ao longo dos últimos meses, local de paragem regular. Foi com surpresa e pena que li esta tua "despedida".
Mas percebo perfeitamente. Aquilo que nos ocupa o tempo e centra o espírito de forma fecunda num momento, pode deixar de o ser no momento seguinte, porque a vida é feita de mudança. E um blog, como dizes, está para o homem e näo o homem para o blog... :)
Espero que passes pelo Adro de vez em quando.
Se regressares a este espaço, cá estarei. Se näo... continuaremos a "ver-nos" por aí...
Abraço fraterno

NaSacris disse...

Pessoalmente gostava de vir por aqui, ainda que nem sempre comentasse. Para mim era/é um areópago de vozes diferentes onde aprendia a 'ler' tantos temas a partir de outras e muito válidas leituras.
Não feches! Vai! Respira fundo (o tempo que for necessário), e volta.
Há ainda muitas 'Minudências' e 'Lugares' que não devem deixar de ser 'Comuns' e que não podem ficar só para ti.
Agradeço-te os temas que trouxes-te para o debate
Abraço!...e até à volta.

Isolamentos disse...

...gosto dos bancos deste palco, são confortáveis...por isso:

...até logo! :)

um abraço!

Zé Ribeiro disse...

Deixa o blog para sempre, deixa-o por um ratito, continua-o já amanhã - faze o que te apeteça. Não é o blog que interessa - és tu e a tua vida. E julgo que o blog te fez bem.

Claro: ficamos todos tristes por não termos blog - mas também muito alegres por percebermos que não precisas dele.

É uma muito grande alegria conhecer um tipo como tu.

Um grandecíssimo e apertadíssimo abraço, Snif, Snif,

ZR.

aequillibrium disse...

Gosto de passar por aqui. Descobri este blog como muitos outros, por acaso. Mas este tocou-me, e foi logo parar aos favoritos. Desde então, raros são so dias que por aqui não passo.
Compreendo que tenhas de ir, mas espero que voltes.
Este blog foi bom para mim. Fez-me rir, fez-me pensar, fez-me partilhar opiniões que habitualmente guardo para mim.

Sinceramente espero que voltes...


Abraço

Aequillibrium

Enoch disse...

Agora, mais do que nunca, lamento estes últimos tempos de ausência. Tenho-me mantido atento ao que escreves mas deixei de participar activamente, como o fazia antes. Desculpa, petit...
Desejo sinceramente que esta pausa seja umas férias e que regresses com as baterias carregadas.
Espero que guardes o meu contacto e que possamos falar de vez em quando -- e claro, se um dia passares por Barcelona, não te esqueças de dizer olá! :)

Até breve, minuzinho! :D

Manuel disse...

Näo o disse há bocado e por isso volto: esta mania de fidelizar leitores e depois deixá-los à sua sorte tem de acabar! Arruma lá a tua vida, organiza-te e arranja tempo para, pelo menos, dois ou três posts por semana. Trata de assegurar os serviços mínimos! Ai, ai, ai, ai... :)

Mr Fights disse...

sabes que sempre gostei de ler o que escreves. tanto aqui como na tua primeira "aventura".

tenho pena que seja interrompido (qualquer dia já não tenho links no meu...) mas a verdade é que nunca soube como conseguias ter pedalada para tanto post e tão interessante. E a gora não sei o e vou ler...

Fica bem. Vamo-nos falando como já fazemos há anos.

Beijos

boleia disse...

espero que a interrupção seja curta... já me fui habituando a vir aqui e a ver as coisas com novos olhos, embora nem sempre comentasse...
volta animado, sim?...
beijinho e até breve

boyzitu disse...

/me, gaju, vais deixar-nos? :( oh, é uma pena. Mas se achas que fazes bem ausentar-t, desde que fiques bem, eu fico feliz. Talves voltes, um dia, como tu dizes, brevemente.
Um grande abraço forte do boyzitu pekenino que te adora :)
ps: desculpa a falta de imaginação no comentario, mas já sabes que não me dou muito bem com eles lol.

Anónimo disse...

me/,

Espero que não uses a opção "nunca". Significa isto: eu sinto que preferia, neste momento em que escrevo.
Porém: é decerto bom fazeres como a "razinstinto" te diz...

Deita o blog a hibernar. Quem sabe, acordará na primavera, magro, o pelo cheio de folhas secas, ansioso por alimento...

Esperemos que aprenda assim quem manda, se o blog, se o dono...

Espero que... não espero nada de um blog, ora essa!

Desejo (desejamos) que estejas feliz. Tu, TU, não o teu blog. Era o que faltava, viver-se para ter um belo blog!

Não leves a mal o tom meio jocoso. Estou um bocadinho triste. Pronto.

Beijos da zibelina e da lianor

sabine disse...

Caro /me:
É muito cedo para ir embora! Nao vas já!

da evil anarchocapitalist disse...

So very dutch....
"Tough though the test is, applicants should spare a thought for those seeking a Dutch passport. Yesterday a test became compulsory for would-be immigrants in the Netherlands in which applicants are compelled to buy and watch a DVD showing two men kissing in a park and a topless woman emerging from the sea. Those offended are not encouraged to apply.

Applicants are also asked to identify the Dutch favourite mode of transport: the bicycle. Taking the exam costs €350." in Guardian Unlimited
It is quite a loss for us not to have our foreign correspondent in Nederland anymore, we hope you'll come back soon though =)

Pálim disse...

Isso é como aquelas pausas que todos os artistas fazem, que dizem adeus para sempre... e depois voltam em grande? Sinceramente,espero que sim!

Nobody's Bitcho disse...

É pena que queiras interromper o blog. Mas, acima de todas as razões, está uma necessidade pessoal, então força.

Só não te esqueças que tens aqui um bom blog. Isto, sem dúvida alguma.

Anyway... agora é a questão de irmos mantendo contacto pelo MSN, já que temos os endereços um do outro eheheh ^^

Abraço,
[n0b0dysBitch0]

dcg disse...

Meu querido /me. O que dizer? O teu blog foi e continua a ser uma das maiores e melhores surpresas que tive desde que me aventurei na blogesfera. Não só pelo seu conteúdo, que foi sempre sublime, mas também pelo autor que me conquistou desde cedo.
Por isto, não posso deixar de ser sincero ao dizer que não sinto um profunda tristeza com esta pausa. A nossa relação de amizade ultrapassou jé em muito, pelo menos para mim, a esfera do blog. Por outro lado sei que vais voltar. Pode até não ser aqui. Sei e não me perguntes porquê. :)
Certo de que te vejo por aqui ou por ali ao lado, deixo-te um abraço grande e um até já.

NaSacris disse...

me/: O Minudências já vive em ti. Pensa bem se queres o divórcio, se o queres matar, se queres simplesmente repensar como está o relacionamento entre os dois... (Será que ele é possessivo?) Mas... Não digas nunca a este blog não voltarei. Deixa as portas abertas. Hehehe!
Abraço!

MC disse...

Querido /me

junto-me ao coro de consumistas que por aqui reclamam os teus serviços.
Ler o que escreves é sempre uma boa surpresa. Adivinhar-te para além das palavras, idem. És, de facto, um rapaz especial.

Quanto ao blog, será o que tu quiseres.

Não costumo fazer isto, porque coisa que me é grata aqui nas blogosfera, é poder tratar os padres como iguais. Mas apraz-me muito ver, que os dois primeiros comentários foram subscritos por padres. Nem tudo está perdido. Haja Deus.

Tongzhi disse...

Tenho pouco a acrescentar ao que já foi dito.
Este blog teve uma linha muito agradável que me levou a "discutir"alguns assuntos com um enorme entusiasmo.
Fechar um blog é um acto de coragem e dou-te os parabéns por isso. Também eu já várias vezes pensei nisso....
Um abraço e até...

Anónimo disse...

Querido \me,

voltei agorinha do Brasil.

Tens o meu mail, espero que escrevas, ficarei por aqui, com saudade. Conheci algumas pessoas aqui em tua casa, conheci-te a ti, chegaste a enviar-me flores. Espero que tudo isto possa recomeçar, um dia. Caso contrário, espero vir a conhecer-te ao vivo de joelhos esmurrados ou não, com alguém do teu lado a letra a bold ou não, ou só tu, de chapéu de puto e flor na mão.

Um beijinho,
AR

Alguém q n sabe q nome pôr aqui... disse...

Ai... isto de a partir de agr um tipo ter q ligar ao melhor amigo para saber o q lhe vai na cabeça n tá bem!

Pena q ponhas aqui o blog de molho... nele aprendi a conhecer melhor n só a ti como tb a mim.

Bem hajas por o teres criado!

olga disse...

Espero que não desapareças. Gostei das questões, reflexoes e das eternas perguntas sem respostas objectivas mas que nos abrem os horizontes.
Vou sentir falta...
Tem uma vida,com os seus momentos altos e baixos, mas sempre espectacular!! :)

P.S.: Paris é lindo e aconselho a visita. Sobretudo, a descida do Sena de barco! Percebe-se ai pq lhe chamam a cidade do Amor!!

Som do Silêncio disse...

Gostei do teu blog.
Parabéns.

no limbo disse...

i'll wait and i'll keep waiting for the return :)

Anónimo disse...

/me:

passei por aqui hoje, e li logo que ias fechar o estaminé. Entretanto já li os teus posts todos e tenho pena. Escreves muito bem, fiquei particularmente encantado com o teu penúltimo post: "Imagens". É necessário uma profunda consciência do eu para escrever assim. E é muito raro. Quase que me apaixonei por ti ;)

abraço grande e força nisso